Pós-parto

Ioga pós-parto. O que posso fazer para você

Ioga pós-parto. O que posso fazer para você


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

o prática de ioga pós-parto Deve começar em duas etapas ou fases: Durante os primeiros dois meses após o parto, é aconselhável concentrar-se na respiração e no relaxamento. A partir do terceiro mês, podemos começar a fazer asanas para recuperar a cintura abdominal.

É sobre não ter pressa em praticar ioga pós-parto ou qualquer outra atividade para se recuperar após o parto. Devemos ouvir nosso corpo (e perguntar a um profissional) para saber quando estamos prontos para praticar esta disciplina.

As técnicas de ioga atuam diretamente no sistema nervoso. Posturas, respiração, meditação e relaxamento ativam o sistema parassimpático, que produz relaxamento físico, emocional e mental, que ativa os processos de cura do corpo.

É por isso que ioga pós-parto é tão benéfica para as mulheres. Esses são alguns dos motivos que vão convencê-la a praticar essa disciplina após o parto.

1. Luta contra a exaustão
O maior benefício da prática de ioga durante o relaxamento e a meditação é que ela expande a consciência além do puramente físico, entrando em um estado de relaxamento profundo e mantendo a consciência alerta no momento presente. 15 minutos de relaxamento profundo equivalem a horas de sono normal.

Essas técnicas de relaxamento consciente são de grande ajuda no período pós-parto, quando vemos as horas normais de sono alteradas pelas necessidades de alimentação do bebê. Graças às técnicas de relaxamento do yoga, podemos nos recuperar com mais rapidez e eficácia durante os períodos de maior exaustão.

2. Previne a depressão pós-parto
A prática de ioga fortalece o sistema nervoso. É uma ferramenta para manter a calma e a serenidade e assim desfrutar ao máximo os primeiros meses de vida do bebé, que são um momento irrepetível!

A ioga ajuda a combater a depressão pós-parto, ao mesmo tempo que influencia positivamente seu humor e estado mental e ajuda a desenvolver um estado de paz e bem-estar, o que também beneficiará seu bebê. Não podemos esquecer que, quando nos conectamos com nosso corpo, é mais fácil alcançar a harmonia e a paz interior.

3. Ajuda a recuperar a figura
Os asanas ou postura de ioga são movimentos lentos, que mantêm o corpo em diferentes posições. Essas posturas proporcionam flexibilidade e firmeza na forma de alongamento e resistência muscular a todas as partes do corpo. Com asanas, o corpo se recupera mais rapidamente do parto, seja um parto natural ou uma cesariana.

Ao praticar ioga por 30 minutos por dia, você queima muitas calorias, o que o ajudará a recuperar a forma física. Além disso, fortalecerá os músculos abdominais, que foram distendidos, e os músculos vaginais, se o seu nascimento foi natural, com exercícios muito semelhantes aos de Kegel chamados Mulabandha (raiz chave). No entanto, deve-se ter cuidado ao praticar ioga para evitar problemas graves na área abdominal, assoalho pélvico, etc.

Lembre-se, porém, de que você não poderá praticar esses exercícios imediatamente após o parto. Você deve esperar que seu corpo esteja pronto para isso.

4. Fortalece as costas
Alimentar seu bebê no peito ou na mamadeira e pegá-lo para dormir ou ficar com ele é algo que afeta suas costas. As posturas de ioga ajudam a fortalecer e relaxar as costas, os ombros e o pescoço. Previne tendinites, fortalece os pulsos e os braços e prepara-o para que o seu sistema músculo-esquelético não sofra com a alimentação e os cuidados do seu bebé recém-nascido. Além disso, graças à ioga pós-parto, você pode reeducar seu corpo para que tenha uma boa postura.

5. Yoga com seu bebê para fortalecer o vínculo
Existem muitas escolas ou workshops que oferecem às mães a prática de ioga com seus bebês. Além de ser uma atividade muito divertida, é um ótimo exercício para reforçar o vínculo que está se estabelecendo entre a mãe e o filho.

Um dos grandes benefícios da ioga, quem a pratica (grávida, no pós-parto ou em qualquer outro momento da vida da mulher), é aprender a estar ciente de nossa própria respiração. Os exercícios que visam respirar de forma mais consciente são conhecidos como pranayama.

Conforme explicado no artigo 'Ioga na gravidez e na preparação para o parto' da parteira Isabel Coca-Camín para a revista da Federação das Parteiras, o simples fato de observar nossa respiração, sem tentar interferir em sua maneira de respirar ser, já é uma mudança muito positiva. E é que graças à respiração que conseguimos um estado de espírito calmo e pacífico.

Conforme detalhado, isso apóia a função cardíaca e ativa o cérebro. Prestando atenção ao nosso ritmo respiratório, conseguimos relaxar e nos predispor a enfrente o dia a dia de uma forma mais tranquila. E, o que é muito interessante, nos ajuda a vincular nossos pensamentos e emoções a certas sensações físicas, algo que nos leva à meditação.

Como você já viu, a ioga pós-parto é muito benéfica para o corpo e a saúde mental da mãe que acabou de dar à luz. Porém, não podemos esquecer que é um momento em que você está se recuperando fisicamente da gravidez e do próprio parto. Portanto, certos cuidados devem ser tomados ao praticá-lo:

- Não se apresse para recuperar seu corpo de antes. É melhor levar o processo pós-parto com calma e esperar que seu corpo esteja totalmente preparado antes de começar a ioga.

- Evite posturas que exigem agachamentoSim, isto é, dobre-se com os joelhos dobrados até que as nádegas quase toquem o chão. Esses tipos de exercícios serão irritantes se você tiver sofrido de hemorróidas, lágrimas, episiotomias, etc.

- Por outro lado, também é aconselhável evitar aquelas posturas de extensões ou flexões muito profundas. Em geral, buscam alongamento e maior flexibilidade, algo que não é o que queremos no momento. A ioga pós-parto deve ter como objetivo a recuperação e estabilidade.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Ioga pós-parto. O que posso fazer para você, na categoria Postpartum On-Site.


Vídeo: Fitness: bumbum e barriga bem firmes no pós-parto (Outubro 2022).