Limites - Disciplina

Dicas para definir limites para crianças de 7 anos e fazê-las nos ouvir

Dicas para definir limites para crianças de 7 anos e fazê-las nos ouvir


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Uma das funções mais importantes que temos como pais é, sem dúvida, a de coloque limites em nossos filhos. E gostamos mais ou gostamos menos, a verdade é que esta função dos pais ao estabelecer normas é absolutamente essencial para meninos e meninas, de todas as idades, mas também lCrianças de 7 anos No que estamos focando nesta ocasião, eles podem se desenvolver adequadamente e crescer seguros, sabendo o que podem fazer ou até onde podem chegar.

Então, é importante entender que a principal função dos limites e normas é proteger e cuidar, e não tanto o de deter a autonomia ou independência de nossos filhos como afirmam algumas correntes de pensamento. Ao estabelecer limites e estabelecer um sistema de normas ou regras que devemos cumprir, estamos transmitindo valores e formas aceitáveis ​​de conviver com os outros.

Como sempre, devemos encontrar o ponto médio e aprender a estabelecer limites e normas para nossos filhos porque uma educação absolutamente permissiva é tão prejudicial quanto uma educação radicalmente autoritária ou coercitiva.

É por isso que hoje falamos sobre como definir limites e regras para Crianças de 7 anos. Uma fase em que os pequenos já não são tão pequenos e em que surge outra fase de reivindicação do seu eu nascente e que alguns profissionais, entre os quais me incluo, falam da crise dos 7 anos. Uma crise que ocorre devido ao desenvolvimento físico, cognitivo, linguístico e emocional que vivenciaram, juntamente com a expansão de seu mundo social e sua maior autonomia.

Portanto, é importante adaptar e ajustar os limites e normas à medida que nossos filhos crescem. Lembre-se de que educar significa permitir que nossos filhos evoluam, deixando que tomem pequenas decisões mesmo correndo o risco de errar. Esta é um estágio em que você deve ser mais flexível e permitir que expresse a sua opinião, mesmo que isso não signifique que o deixamos violar as regras ou os limites estabelecidos.

Esclarecidos os pontos anteriores, vamos ver como estabelecer limites e normas para meninos e meninas de 7 anos.

1. Revise as regras e limites que você tem aplicado até agora
É hora de tirar um tempo para ver quais não são mais necessárias e quais você deve adaptar à idade de seu filho ou filha. A máxima “menos é mais” continua em vigor em termos de padrões e limites aplicáveis ​​nesta fase. Melhor poucos e claros do que muitos e difusos.

2. Seja objetivo
Este ponto tem a ver tanto com não exigir dele algo que ele ainda não é capaz de fazer quanto com a importância de não nos deixarmos levar pela emoção que nos invade em determinado momento.

3. Regras e limites claros e concisos
Explique e repita quantas vezes forem necessárias o que fazer e o que não fazer. Faça isso em uma linguagem clara, explicando o porquê, mas sem rodeios. Nessa idade, as crianças ainda têm uma capacidade de atenção muito limitada, de modo que um discurso muito longo não é eficaz, assim como os sermões não são eficazes em nenhuma idade.

4. Definir e aplicar as consequências do não cumprimento das regras
Se necessário, você pode fazer um pôster ou mural junto com as 5 regras mais importantes que você decidiu em família e quais são as consequências.

5. Avalie e elogie sua conformidade
Evite olhar apenas quando as regras forem quebradas. Esse ponto é importante porque às vezes as crianças não têm outra maneira de chamar nossa atenção. Ou seja, as regras são puladas para deixar de ser invisíveis. Eles preferem que uma reprimenda seja ignorada.

Por outro lado, essas são outras chaves que devemos levar em consideração ao estabelecer e especificar limites para nossos filhos.

6. Leve a opinião deles em consideração
Ouça suas reclamações, discrepâncias e seja flexível quando a situação permitir. Um exemplo seria aceitar que você veja o final de alguns desenhos, mesmo que seja hora do jantar, se eles levarem apenas alguns minutos.

7. Fique longe de imposições autoritárias
Os métodos ou estilos educacionais baseados no autoritarismo são, como indiquei no início, tão prejudiciais ao desenvolvimento das crianças quanto aqueles que são superprotetores ou baseados no 'laissez faire'. Em todos esses casos, as crianças podem se tornar mais inseguras, com falta de autoestima e, obviamente, muito mais vulneráveis.

8. Use uma linguagem positiva
Tente explicar as regras evitando usar 'Não'. Por exemplo, em vez de dizer 'Não grite ou insulte nenhum membro da família', você pode dizer 'Falamos em tom suave e com respeito'. Corrija o comportamento impróprio sem atacar.

9. Seja consistente e consistente
Consistência e consistência é o que permite que as crianças integrem normas e limites de uma forma natural. Se um dia aplicamos a regra, mas no dia seguinte a esquecemos, a mensagem que enviamos é que essa regra não é importante, então eles podem pulá-la quando quiserem. Se pedirmos às crianças que não gritem ou batam, teremos que dar o exemplo.

10. Permitir erro
O erro é uma das melhores fontes de aprendizado. Deixe seu filho aprender com os erros e, portanto, com as consequências do não cumprimento das regras que você estabeleceu para si mesmo e dos limites que estabeleceu como família. Uma atitude superprotetora em que as consequências estabelecidas não são realizadas impede esse aprendizado.

E por fim, lembre-se que os hábitos e rotinas diárias adquiridos ao longo desses primeiros 7 anos impedirão, em grande medida, que insista repetidamente em seguir certas regras. É por isso que atribuímos tanta importância à necessidade de termos horários fixos de refeições, jantares, tempos de lazer e estudo, hábitos de higiene e hora de dormir. Hábitos e rotinas são essenciais em qualquer idade, quanto antes os incorporarmos em nossas vidas, mais fácil será nosso dia a dia.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Dicas para definir limites para crianças de 7 anos e fazê-las nos ouvir, na categoria Limites - Disciplina in loco.


Vídeo: Como educar seus filhos sem bater e sem castigo (Setembro 2022).