Valores

O jeito da criança de ser de acordo com a sua maneira de brincar

O jeito da criança de ser de acordo com a sua maneira de brincar


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Como o desenho infantil, brincar é uma porta de entrada para as fantasias inconscientes das crianças. Por meio de jogos, as crianças expressam medos, conflitos, aprendizados e dificuldades.

No jogo a criança mostra sua inteligência, sua vontade, seu caráter dominador e sua personalidade. A riqueza expressiva que demonstra, a quantidade de materiais que utiliza, a rigidez ou flexibilidade em suas brincadeiras são indicadores do modo de ser e de funcionamento da criança. A) Sim. Uma criança que brinca sempre a mesma coisa com os mesmos materiais é uma criança carente de criatividade, pouco expressiva e até obsessiva.

O temperamento, a personalidade e os conflitos de cada criança são expressos no tipo de jogo que escolhem e na forma como jogam. Observar o que e como a criança brinca, permite uma leitura de seu estado emocional, analisa suas defesas, seu nível de tolerância à frustração, suas forças e dificuldades, ansiedade, agressividade, sua dependência ou independência e até mesmo seu desenvolvimento intelectual.

Mas assim como no desenho infantil devemos sempre levar em consideração a idade da criança e o que se espera para seu nível evolutivo e como é seu contexto sociocultural e familiar. No entanto, a escolha dos jogos costuma ser muito significativa.

1. A criança criativa, fantasiosa e imaginativa. Escolha jogos em que ele possa pintar, modelar, desenhar ou construir. Ele vai preferir jogos de RPG ou RPG, nos quais pode usar fantasias, bonecos ou fantoches. Por meio da brincadeira simbólica, as crianças treinam diferentes papéis pessoais nos quais podem colocar em prática diferentes emoções e comportamentos, bem como expressar preocupações, conflitos ou preocupações. Este tipo de jogo surge a partir dos dois anos em todas as crianças, mas algumas sentem mais necessidade do que outras de participar e enriquecer com esta brincadeira.

2. A criança tímida, retraída, cautelosa ou temerosa. Frequentemente o veremos brincando sozinho, especialmente no parque e no pátio da escola. Em casa, ele gosta de brincar com a mãe ou o pai, a quem costuma convidar para participar de seu jogo. Ele é uma criança que tem dificuldade em estabelecer relacionamentos com outras crianças de sua idade e brinca pouco em grupo. Quando falta autoconfiança, procura jogos tranquilos nos quais não se destaca muito entre os outros.

3. A criança impulsiva, inquieta, enérgica ou exploradora. Ele prefere as brincadeiras corporais, ou seja, todas aquelas brincadeiras em que a criança precisa se mover, pular, correr, explorar, subir e descer, lutar e lutar ... Esses tipos de jogos costumam ser os preferidos e os mais usados ​​pelas crianças pequenas. já que seu corpo é a principal fonte de aprendizado. As crianças correm e saltam para colocar em prática suas habilidades psicomotoras e descarregar a tensão acumulada, mas também lutam e lutam para saber até onde podem chegar.

São crianças que também jogam jogos que chamamos de explosão ou desordem, onde gritar o mais alto possível, correr até perder o fôlego, girar rapidamente, etc., é essencial. Estas brincadeiras são frequentes quando as crianças brincam em grupos, no recreio ou parques e é muito raro que ocorram quando a criança brinca sozinha.

Ao longo de seu desenvolvimento, a criança varia sua forma de brincar, mudando suas preferências pelo tipo e forma de brincar. As crianças mais novas preferem os jogos animados, aqueles que as desafiam a praticar as suas habilidades psicomotoras recém-adquiridas, querem correr, escalar, saltar ... Enquanto as crianças mais velhas optam cada vez mais por jogos de regras, participativos, sociais ou competitivos.

Estaremos atentos quando a criança:

- Apresenta dificuldade para jogar.

- Os personagens que você escolhe são cruéis ou perversos.

- A linguagem que você usa é inadequada.

- Repita o mesmo jogo indefinidamente e está obcecado com os materiais que escolheOu então, eles têm uma tolerância muito baixa à frustração em relação à sua idade cronológica.

Você pode ler mais artigos semelhantes a O jeito da criança de ser de acordo com a sua maneira de brincar, na categoria Jogos no Site.


Vídeo: Formação Estética com Vilma Silva @caloreatelie - A VIDA SEM. (Janeiro 2023).