Valores

Preparando as crianças para um exame de sangue


É muito importante preparar as crianças antes de fazer um exame de sangue. O preparo prévio da criança evita a ansiedade gerada diante das agulhas, dos hospitais e dos banheiros com jalecos brancos e ameniza ainda a dor.

A dor da punção não é grande, mas a sensação de estar sendo abraçado com força ou o medo do desconhecido pode ser muito traumático. Na verdade, as crianças que precisam fazer exames de rotina para certas doenças toleram muito melhor o momento da punção, porque já sabem o que é.

Se a criança está nervosa vasos na pele são vasoconstritos (diminuem o calibre) e é muito mais difícil para os enfermeiros canalizar a linha e extrair a análise. Portanto, os pais devem explicar detalhadamente (com o máximo de detalhes possível) como será ir ao hospital ou posto de saúde, como vão segurar o braço e como vai doer um pouco, mas muito pouco. Mas aqui estão mais dicas:

- É recomendado que os pais estejam presentes no momento da análise, mas nem sempre é possível, então o mais importante é que todos estejam tranquilos. A ansiedade dos pais é sempre transmitida aos filhos.

- Se a criança já sentiu tonturas em outras ocasiões durante a realização de uma análise ou costuma ficar tonta facilmente ao ver sangue ou obter feridas, é conveniente que avise o pessoal de saúde para que a análise seja realizada em decúbito (deitada) e assim passa alguns minutos após a punção.

- Também é muito importante que os pais não usem a 'visita ao médico' ou a 'picada' como castigo ou ameaça (se não comer de tudo terão que picá-lo).

A punção da veia é realizada com uma agulha muito fina. Geralmente é feito nas veias da flexão do cotovelo, embora em algumas ocasiões se for muito difícil pode ser obtido nas veias dos pés ou mesmo na região frontal (isso geralmente assusta muito os pais, mas não é mais arriscado ou doloroso).

Uma almofada de borracha pode ser colocada no braço para fazer as veias se encherem de sangue e tornar o procedimento mais fácil. Após localizar o ponto adequado, a pele é limpa com álcool e é realizada a punção, avisando-se com antecedência para que a criança se prepare. Em alguns casos, recomendam soprar ou procurar outro lugar para distraí-los logo na hora da punção, mas algumas crianças preferem ver os tubos encher (porque chama a atenção e naquele momento não dói mais).

No entanto, em pacientes especiais, com dificuldade de localizar ou puncionar essas veias, a amostra de sangue pode ser obtida de outras veias, como as do dorso da mão ou dos pés, ou das veias do pescoço (jugular) ou da virilha. ( femoral). No caso de recém-nascidos, às vezes podem ser utilizadas as veias do couro cabeludo, o que embora assuste muito os pais não é mais doloroso ou perigoso para o bebê.

Após a análise ou procedimento, desde que a criança esteja tranquila, é muito bom ir tomar o café da manhã com a criança ou comprar um pequeno detalhe ou fazer algo especial para ela. Deixe-o sentir que tem uma recompensa por ser bom. Devemos também dizer-lhe com palavras que está muito velho, que é um campeão e que temos muito orgulho dele. Isso fará com que você se sinta reconhecido e agradecemos seu esforço para não chorar.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Preparando as crianças para um exame de sangue, na categoria Saúde no local.


Vídeo: TOMANDO VACINA DE FEBRE AMARELA.. DOEU? (Agosto 2021).