Valores

Fertilidade masculina e produção de esperma

Fertilidade masculina e produção de esperma


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O sêmen é um líquido esbranquiçado que é expelido durante a ejaculação. Cada centímetro cúbico de sêmen contém milhões de espermatozoides e tem como objetivo a reprodução, uma vez que esse fluido atua como veículo de transporte dos espermatozoides até o aparelho reprodutor feminino. Embora durante a ejaculação o sêmen acompanhe o orgasmo, a ereção e o orgasmo são controlados por mecanismos diferentes e independentes.

Atualmente, vários artigos sugerem que a qualidade do esperma masculino está diminuindo e seu impacto na fertilidade ainda não está claro. O doutor Alberto Pacheco, diretor do Laboratório de Andrologia IVI, destaca nesta entrevista concedida exclusivamente ao nosso site que o estresse pode afetar a qualidade do sêmen e nos oferece algumas dicas interessantes para preservar a fertilidade.

Como o estresse, a ansiedade e os problemas psicológicos afetam a reprodução masculina?
Afeta e, de forma importante, certas pessoas. O sistema nervoso está intimamente relacionado ao sistema hormonal do homem e a produção de espermatozoides depende em grande medida das funções hormonais do homem, tanto que situações estressantes que envolvem estresse nervoso e que, por sua vez, estresse hormonal eles podem alterar ou diminuir a produção de esperma.

Quais são os problemas físicos, anatômicos, urológicos ou outros que mais afetam a produção de esperma?
Vários fatores estão envolvidos. Do ponto de vista urológico, varicoceles, lesões que afetam diretamente os testículos, doenças inflamatórias e prostatites. Qualquer alteração que se aproxime dos testículos e produza uma reação inflamatória pode influenciar pela inibição da produção de esperma, por exemplo, situações de febre, infecções urinárias ou perto do testículo podem afetar diretamente a produção de esperma.

Quais medicamentos devem ser tomados para que não afetem a capacidade reprodutiva masculina?
Os efeitos colaterais dos medicamentos não afetam todos os pacientes ou na mesma extensão. Entre esses medicamentos, encontram-se alguns, como os antibióticos (tetraciclina, zentramicina ou eritromicina) de uso comum, anabolizantes ou medicamentos contra hipertensão (alfa-bloqueadores) que podem afetar a produção de esperma de forma sensível.

A alimentação saudável influencia a fertilidade. Quais hábitos de vida saudáveis ​​podem promover a produção de esperma?
Alimente-se saudável através de uma dieta mediterrânea, rica em vegetais e frutas, principalmente frutas cítricas, que possuem alto teor de antioxidantes que são muito benéficos para a produção de esperma. Além disso, existem outros hábitos que podem promover a produção de esperma, como eliminar o tabaco ou suprimir altas doses de álcool. A prática esportiva moderada e regular também favorece essa produção.

O aumento da temperatura dos testículos afeta a produção de esperma. Se o homem consegue baixar a temperatura do escroto, isso resolve o problema ou deixa sequelas?
A temperatura é um dos fatores-chave na produção de esperma. Existem certos hábitos como usar, por exemplo, roupas íntimas apertadas, ficar sentado por muito tempo, colocar certos aparelhos elétricos como o laptop no colo, que podem prejudicar a produção de esperma. Esse aumento de temperatura que altera a produção de espermatozóides é reversível. Quando deixarmos de ter aquela temperatura alta, depois de um ciclo de espermatogênese, que dura cerca de dois meses, podemos voltar a ter produção normal de esperma.

Marisol New. Editor do nosso site

Você pode ler mais artigos semelhantes a Fertilidade masculina e produção de esperma, na categoria de problemas de fertilidade no local.


Vídeo: Testosterona ou vitaminas melhoram fertilidade masculina? (Dezembro 2022).